Glossário da Análise de Pontos de Função


Glossário sobre Análise de Pontos de Função

FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com

Este glossário foi compilado pela FATTO com termos usados no Manual de Práticas de Contagem do IFPUG, versão 4.3, e complementados com outros termos comumente usados pelos praticantes da APF.

Navegar usando este índice

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Todos

Página: (Anterior)   1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  19  (Próximo)
  Todos

C

Comunicação de Dados

(Última edição: quinta, 16 Nov 2006, 11:40)

Uma das 14 características gerais de sistema que descreve o grau pelo qual a aplicação comunica-se diretamente com o processador. Os dados ou informações de controle utilizados pela aplicação são enviados ou recebidos por meio de recursos de comunicação. Terminais conectados localmente à unidade de controle são considerados recursos de comunicação. Protocolo é um conjunto de convenções que permite a transferência ou intercâmbio de informações entre dois sistemas ou dispositivos. Todos os links de comunicação necessitam de algum tipo de protocolo.

Pontue o seu nível de influência de acordo com as seguintes orientações:
0 - A aplicação é puramente batch ou uma estação de trabalho isolada.
1 - A aplicação é puramente batch, mas possui entrada de dados ou impressão remota.
2 - A aplicação é batch, mas possui entrada de dados e impressão remota.
3 - A aplicação possui entrada de dados on-line, front-end de teleprocessamento para um processamento batch ou sistema de consulta.
4 - A aplicação é mais que um front-end, mas suporta apenas um tipo de protocolo de comunicação.
5 - A aplicação é mais que um front-end, e suporta mais de um tipo de protocolo de comunicação.

Cone da Incerteza

(Última edição: quinta, 22 Abr 2010, 14:04)
Teoria que explica o fenômeno onde nós da indústria de software quando iniciamos um novo projeto não fazemos a menor idéia de quando vamos terminá-lo. Quanto mais o tempo passa e mais perto do fim melhor e mais preciso são as nossas estimativas, ou seja, isso culmina na conclusão de que você só tem 100% de certeza de que terminará o projeto apenas um dia antes de efetivamente terminá-lo.

Configuração Altamente Utilizada

(Última edição: terça, 22 Mai 2007, 23:10)

Uma das 14 características gerais de sistema que descreve o grau pelo qual as restrição de recursos computacionais influenciam o desenvolvimento da aplicação. Uma configuração operacional altamente utilizada, necessitando de considerações especiais de projeto, é uma característica da aplicação. Por exemplo, o usuário deseja executar a aplicação em um equipamento já existente ou comprado e que será altamente utilizado.

A questão que deve ser avaliada para esta CGS é "O quanto a infra-estrutura influencia o projeto?"

Pontue o nível de influência de acordo com as seguintes orientações:
0 - Não existem restrições operacionais implícitas ou explícitas nos requisitos.
1 - Existem restrições operacionais, mas são menos restritivas que uma aplicação típica. Não há esforço especial necessário ao atendimento dessas restrições.
2 - Existem restrições operacionais, mas são restrições típicas da aplicação. Há esforço especial necessário ao atendimento dessas restrições.
3 - Existem requisitos específicos de processador para uma parte específica da aplicação.
4 - Restrições operacionais explícitas necessitam de um processador dedicado ou utilização pesada do processador central.
5 - Adicionalmente, existem limitações nos componentes distribuídos da aplicação.

Consulta Externa

(Última edição: terça, 22 Mar 2011, 13:08)

Consulta Externa (CE) ou External Inquiry (EQ)

É um processo elementar cuja principal intenção é apresentar informação ao usuário pela simples recuperação de dados ou informações de controle de arquivos lógicos interno (ALIs) ou arquivos de interface externa (AIEs). Sua lógica de processamento não contém fórmula matemática ou cálculos, não cria dado derivado, não mantém arquivo lógico interno (ALI) durante o processamento nem modifica o comportamento do sistema.

Consulta implícita

(Última edição: sexta, 18 Nov 2011, 11:32)

É uma transação que apresenta dados para o usuário (geralmente precedendo outra transação a ser realizada), mas que não está claramente explícita nos requisitos ou no próprio sistema (nem em opções de menu, barras de ferramenta, etc). Isto é bem comum em telas para alteração ou exclusão de registros de um arquivo. Normalmente antes da alteração ou exclusão, os dados do registro são apresentados ao usuário, e na seqüência o usuário efetua a alteração ou exclusão. Esta função relativa à consulta implícita será classificada como CE ou SE.

Quando ela é idêntica a uma consulta explícita (e muitas vezes isto é comum), apenas uma destas funções deve ser contada.

Contagem de Pontos de Função da Aplicação

(Última edição: segunda, 21 Mar 2011, 13:58)
Contagem que fornece uma medida da funcionalidade atualmente fornecida pela aplicação ao usuário. Também é chamada de baseline ou contagem de pontos de função instalados. É inicializada quando a contagem de pontos de função do projeto de desenvolvimento é concluído. É atualizada a cada vez que a conclusão de um projeto de melhoria altera a funcionalidade da aplicação.

É importante saber que contagens preliminares de pontos de função são estimativas da funcionalidade entregue. Conforme o escopo fica mais claro e as funções são desenvolvidas, é comum identificar funcionalidade adicional que não estava especificada nos requisitos originais. Este fenômeno é chamado scope creep.

É essencial atualizar a contagem da aplicação mediante a conclusão do projeto. Caso a funcionalidade mude durante o desenvolvimento, a contagem de pontos de função ao final do ciclo de vida deveria refletir toda a funcionalidade entregue ao usuário.

Na fórmula: AFP = ADD

A fórmula para calcular o tamanho da aplicação após um projeto de melhoria é:

AFP = (AFPB + ADD + CHGA) - (CHGB + DEL)

Utilize a fórmula desta seção para determinar o tamanho funcional inicial ajustado para uma Aplicação.

aAFP = ADD * VAF

Utilize a seguinte fórmula para calcular o tamanho funcional ajustado da Aplicação após o projeto de melhoria:

aAFPA = [(AFPB + ADD + CHGA) - (CHGB + DEL)] * VAFA

Contagem de Pontos de Função do Projeto de Desenvolvimento

(Última edição: sexta, 10 Ago 2012, 16:43)

É também chamada de DFP - Development Fuction Point

É a contagem de pontos de função do projeto de desenvolvimento. Mede as funções fornecidas ao usuário com a primeira instalação do software entregue e também qualquer eventual função de conversão de dados.

Segundo a fórmula, DFP = (ADD + CFP).

Utilize a seguinte fórmula para calcular o tamanho funcional ajustado do Projeto de Desenvolvimento.

aDFP = (ADD + CFP) * VAF

Contagem de Pontos de Função do Projeto de Melhoria

(Última edição: sexta, 10 Ago 2012, 16:46)
É a atividade de aplicar as regras do método de Medição de Tamanho Funcional (FSM) do IFPUG para medir o tamanho funcional de um projeto de melhoria.
Mede as modificações em uma aplicação existente que inclui, altera e/ou exclui funções do usuário entregues quando o projeto está completo. Também pode medir eventuais funções de conversão de dados.
É também chamada de Enhanced Function Point (EFP). Sendo assim, temos:

EFP = ADD + CHGA + CFP + DEL

Utilize a seguinte formula para calcular o tamanho funcional ajustado do Projeto de Melhoria.

aEFP = [(ADD + CHGA + CFP) * VAFA] + (DEL * VAFB)

Contagem Estimativa

(Última edição: quarta, 26 Nov 2008, 11:34)
Técnica proposta pela NESMA para estimar o tamanho em pontos de função de um sistema baseado apenas na identificação de todas as suas funções, sem a necessidade de identificar a complexidade delas. Neste caso assume-se a complexidade baixa para os arquivos lógicos e a complexidade média para as transações.

Contagem Indicativa

(Última edição: quinta, 4 Jun 2009, 23:49)
Técnica proposta pela NESMA para estimar o tamanho em pontos de função de um sistema baseado apenas na identificação de seus arquivos lógicos.
O tamanho é dado contando 35 PFs para cada ALI identificado e 15 PFs para cada AIE identificado.
AFP = #ALI x 35 + #AIE x 15

Página: (Anterior)   1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  19  (Próximo)
  Todos